Atualizando

Finanças e Impostos

O custo de manutenção dos domínios .com aumentará em setembro de 2021

Por Brand® Publicado em 15 de Junho de 2021 às 12:15

A partir de 1 de setembro de 2021, o custo de manutenção de cada domínio .com da Verisign subirá de USD 7,85 para USD 8,39 por ano. Desde 2012, não ocorria aumento. 

Os registradores de domínio, como GoDaddy e Namecheap, cobram um adicional em cima disso.

Provavelmente, os custos de manutenção dos domínios .com continuem a subir no ritmo de 7% ao ano, conforme acordo da Verisign, o que levaria o custo para acima de USD 10 por ano.

Certamente, isso impactará nos custos das grandes empresas e investidores de domínios no mundo, principalmente a Godaddy (tem 1.100.000 de domínios para venda, não se sabe quanto representa os domínios .com).

No Brasil, o Registro BR cobra um custo de registro e manutenção de cada domínio de R$ 40 por ano. Em 2017, o custo havia subido de R$ 30 para R$ 40, ou seja, um aumento de 33%.  (Lembrando, que devido ao leilão de domínios, existem custos de registros de R$ 240.000, R$ 220.000, R$ 185.000).

Para uma empresa que mantém 10.000 domínios, o custo anual seria de R$ 400.000 por ano.

Em 10 anos, o custo de manutenção seria de R$ 4 milhões.

Fora o custo de aquisição do domínio. Se estimarmos um custo médio de R$ 3.000 por domínio (um domínio pode ter custado R$ 100.000 e outro pode ter saído por R$ 40), a empresa teria desembolsado R$ 30 milhões para 10.000 domínios.

Mantido os poderes de compra de cada moeda, os custos de manutenção de domínios no Brasil são quase 5 vezes maiores comparados com o .com.

Por outro lado, os preços de venda no Brasil  não chegam nem a 5% do valor de um .com.

Fora os custos de manter uma empresa, funcionários, servidores, impostos que são bem maiores no Brasil. 

Conclusão: a margem de ganho líquido dos domínios .com.br é bem menor comparado com a margem do .com. Apenas uma obviedade.

Voltar

Posts Relacionados

Cadastre-se e receba nossos posts em primeira mão!